Terça, Setembro 26, 2017
   
Text Size

Pesquise no Portal Islam BR

Mídia brasileira desencadeia onda de ataques ao Islam

Notícias - Editorial

Muçulmanos Em Pauta -

Que os muçulmanos atraiam os olhares das pessoas que não conhecem o Islam é perfeitamente normal e compreensivo; o novo, o desconhecido desperta curiosidade e muitas vezes até o medo. Mas o que se tem observado nesses últimos dias na mídia brasileira é lamentável.

Programas televisivos como o da “Hebe” são um exemplo claro disto, desinformação, preconceito e acusações unilaterais sem o direito prévio de resposta ou defesa.

Quantos muçulmanos vivem no Brasil? Quantos muçulmanos nasceram no Brasil? Quantos brasileiros escolheram o Islam e hoje são muçulmanos?

Por isso, é inadmissível e totalmente ultrajante perceber a conduta da mídia brasileira com os muçulmanos: desrespeito e segregação!

O papel dos meios de comunicação, como o próprio nome diz, deveria ser o de comunicar, esclarecer, possibilitar o acesso a informação, mas o que se nota é a desinformação, a manutenção de conceitos errôneos, ultrapassados e desqualificados, a instauração de uma corrente islamofóbica justamente no Brasil, país conhecido por acolher todos os povos, culturas e religiões. País que em sua Constituição prevê justamente o direito a liberdade religiosa.

Se nós, muçulmanos, pudessemos dizer algo seria: “Não acreditem em uma mídia que atende interesses desconhecidos, que está promovendo diferenças ao invés de ressaltar as semelhanças, uma mídia que consegue credibilidade e audiência ridicularizando e expondo pessoas. Não acreditem até verem com seus próprios olhos! Conheçam o Islam, entendam logicamente os preceitos da religião e então tirem suas conclusões. As mesquitas estão abertas para a propagação do conhecimento e não só para serem alvo de espionagem!

A mídia brasileira não está desempenhando adequadamente o seu papel de juíza, pois não tem dado sequer a possibilidade de direito de resposta e de defesa aos que covardemente vem sendo ridicularizados e estereotipados: os muçulmanos!

É lamentável perceber que os nossos direitos ainda não são considerados, que esquecem que pagamos nossos impostos, vivemos de acordo com a lei e contribuímos não só com a sociedade, mas também com a economia do país.

Não queremos vender novelas, programas de televisão nem capas de revistas. Queremos simplesmente o nosso direito constitucional de ir e vir, de poder expressar a nossa opinião e de sermos respeitados.

É pedir demais que um país cumpra a sua própria Constituição?

Facebook

Twitter

Google Plus

YouTube

LinkedId

Banner
Banner
Banner

Traducir Translate يترجم

English Arabic French German Hindi Italian Japanese Russian Spanish