Terça, Junho 27, 2017
   
Text Size

Pesquise no Portal Islam BR

Morre o Guardião das duas Mesquitas Sagradas o rei Abdullah Bin Abdul Aziz

Notícias - Internacionais

 Abdullah Bin Abdulaziz

O rei Abdullah bin Abdul Aziz morreu à 1h desta sexta-feira (23), pelo horário local (noite de quinta-feira no Brasil).

 

 

 

 

 

O Guardião das duas Mesquitas Sagradas, rei Abdullah, morreu nas primeiras horas desta sexta-feira (horário local) e seu irmão, príncipe Salman, se torna o novo rei da Arábia Saudita, disse a corte real em um comunicado divulgado pela televisão estatal. Rei Salman foi nomeado e príncipe Muqrin passa a ser o novo príncipe herdeiro do trono. "Sua Alteza o Príncipe Salman Bin Abdulaziz Al Saud e todos os membros da família e da nação lamentam o falecimento do Guardião das Duas Mesquitas Sagradas Rei Abdullah Bin Abdulaziz, que morreu exatamente à 01:00 da manhã desta sexta-feira", disse o comunicado. 

O rei saudita Abdullah bin Abdul Aziz morreu à 1h desta sexta-feira (23), pelo horário local (noite de quinta-feira no Brasil), anunciou a TV estatal da Arábia Saudita. Com a morte de Abdullah, seu irmão Salman Ben Abdel Aziz, de 79 anos, se torna o novo rei da Arábia Saudita, segundo comunicado transmitido pela TV.

Muqrin bin Abdul Aziz, irmão mais novo de Abdullah, passa a ser o novo príncipe. O rei Abdullah subiu ao trono em 2005 após a morte de seu irmão Fahd, mas dirigia o país de fato desde 1995. O Abdullah era visto como um reformista, ampliando a participação das mulheres na sociedade, e um um dos principais defensores da paz no Oriente Médio. Vários lideres Ocidentas enviara suas condolencias a familia real dentre eleso presidente Barack Obama que se referiu a ele como um valioso amigo e como um líder sincero que deu passos valentes buscando o objetivo de conquistar a paz no Oriente Médio. O presidente francês, François Hollande, prestou homenagem a 'um estadista cuja ação marcou profundamente a história de seu país' e cuja 'visão de uma paz justa e estável no Oriente Médio segue estando mais do que nunca atual'.

No mundo muçulmano, o presidente palestino, Mahmoud Abbas, declarou luto de três dias pela morte do rei. Na Turquia, o presidente Recep Tayyip Erdogan anunciou o adiamento de sua viagem à Somália para ir ao funeral do rei saudita. Na Jordânia, o rei Abdullah II declarou luto de 40 dias no país. Ele anunciou que suspenderia sua visita ao Fórum Econômico Mundial, em Davos, para assistir ao funeral do rei saudita. O presidente egípcio, Abdul-Fatah Al-Sissi também cancelou Davos para ir à Riad.

Além disso, muitos sauditas deram seu último adeus ao monarca na internet, entre as milhares de mensagens divulgadas na rede social, muitas citaram um hadith - dito do Profeta Muhammad - segundo o qual morrer em uma sexta-feira (dia de oração do Islam) significa que a vida do falecido terminou bem.

 Salman Bin Abdulaziz Al Saud é nomeado novo rei da Arábia Saudita 

Salman Bin Abdulaziz Al Saud
rei Salman Bin Abdulaziz Al Saud 
 

O rei Salman, da Arábia Saudita, prometeu nesta sexta-feira manter a mesma linha de seus predecessores, em seu primeiro discurso à nação após ter ascendido ao trono. "Seguiremos, com a força de Deus, no caminho reto que este estado tem seguido desde sua criação pelo rei Abdel Aziz Ben Saud e por seus filhos depois dele", disse o soberano em uma mensagem transmitida pela televisão.

"Deus quis que eu tivesse essa grande responsabilidade [...] Rezo para que ele me apoie", declarou Salman, de 79 anos. O rei também fez um pedido por unidade e solidariedade entre os países muçulmanos e árabes, e prometeu servir ao país e protegê-lo de todo mal.

Facebook

Twitter

Google Plus

YouTube

LinkedId

Banner
Banner
Banner

Traducir Translate يترجم

English Arabic French German Hindi Italian Japanese Russian Spanish